Pesquise hotéis em Morro de São Paulo

Data de entrada

Data de saída

 

História de Morro de São Paulo

História de Morro de São PauloA história de Morro de São Paulo se inicia em 1531, quando o navegador português Martim Afonso de Souza ancorou sua frota na ilha que ele batizaria de Tynharéa e que mais tarde acabou sendo transformado em Tinharé.

Em 1534 o território que atualmente compõe o estado da Bahia foi dividido em três Capitanias Hereditárias, que eram grandes extensões de terra doadas pelo rei de Portugal a pessoas de sua confiança para que colonizassem as terras. Estas capitanias foram: a Capitania de Porto Seguro, a Capitania da Bahia e a Capitania de Ilhéus que abrange a Costa do Dendê onde se localiza a ilha de Tinharé. A Capitania de Ilhéus, foi doada a Jorge de Figueiredo Correa, que permaneceu em Portugal e enviou Francisco Romeiro como seu representante para colonizar as terras. Em 1535, Francisco Romeiro chegou na ilha de Tinharé e fundou no extremo norte da ilha o povoado de Morro de São Paulo.

Com o passar dos anos, Morro de São Paulo assumiu um papel importante na defesa da costa brasileira, já que esta era alvo de contantes ataques estrangeiros neste período. Em 1624, o comandante holandês Johan Van Dortt desembarca com sua esquadra na ilha de Tinharé antes do ataque à cidade de Salvador. Assim, sob o comando do governador na época Diogo Luiz de Oliveira, tem início em 1630 a construção da Fortaleza em Morro de São Paulo para proteger o arquipélago de Tinharé e a entrada da Baía de Todos os Santos, evitando assim novos ataques a capital. Após mais de um século de construção, a fortaleza tinha em 1748 uma muralha de quase mil metros de extensão e contava com um efetivo militar de 183 homens e 51 peças de artilharia.

Em 1746 foi construída a Fonte Grande com o objetivo de tratar e abaster água potável aos soldados da Fortaleza e aos habitantes da vila e entre os anos de 1850 e 1855 é construído, pelo engenheiro João Monteiro Carson , o farol com a função de orientar os navegadores. Em 1859 Morro de São Paulo recebe a visita da Família Real e de D. Pedro II e de acordo com suas anotações o vilarejo era habitado na época por cerca de 300 famílias.

Com o final do período colonial, Morro de São Paulo perde sua importância militar e torna-se um tranquilo vilarejo de pescadores. Somente a partir dos anos 60 começa o desenvolvimento do turismo em Morro de São Paulo, que inicialmente recebia os veranistas vindos principalmente de Salvador. Na década seguinte, Morro de São Paulo recebe a visita de hippies, o que contribuiu para o vilarejo tornar-se conhecido mundialmente.

 Morro de SP Homepage
 Localização
 História
 Como Chegar
 De Barco
 De Avião
 De Ônibus
 De Carro
 Hospedagem
 Hotéis e Pousadas
 Praias
 Primeira Praia
 Segunda Praia
 Terceira Praia
 Quarta Praia
 Quinta Praia
 Praia do Porto de Cima
 Ponta da Pedra
 Praia da Gamboa
 O Que Ver e Fazer
 Vila
 Monumentos
 Esportes e Atividades
 Passeios
 Noite
 Gastronomia